Autoajuda

Quando a confiança se transforma em orgulho

617 Comentários

17/08/2010 | Por: | Postado em: Autoajuda, Espiritual

Um homem orgulhoso e confiante foi ao templo para orar. Como ele não estava preocupado, ele não precisava se arrepender ou fazer nenhuma mudança em sua vida – ele só precisava de uma reafirmação extra de que estava fazendo tudo da maneira certa. Mas, enquanto ele orava, alguém no canto do templo estava chorando e orando alto, o que o incomodou. Ele olhou para o homem de cima a baixo e decidiu que a única maneira de ignorá-lo seria orar mais alto e mostrar a ele que aquilo era um templo, não um bar.
“Oh meu Senhor, eu te louvo, não apenas pelo que o Senhor tem sido em minha vida, mas principalmente pelo que eu tenho conquistado do Senhor. Eu tenho vivido minha vida da melhor maneira possível e acho que tenho feito um bom trabalho. Veja Senhor, não tenho certeza se o Senhor percebeu, mas eu não tenho uma vida como a maioria dos homens da minha idade. Veja aquele homem no canto, por exemplo…ele deve ter feito muitas coisas erradas em sua vida; coisas que eu tenho certeza que o Senhor desaprova… enquanto eu, seu fiel e confiável servo, venho aqui não para Lhe pedir perdão, mas para louvá-Lo com minha vida. Eu tenho um olho para a perfeição e o uso para guiar minha vida. Posso ver como aquele homem é pobre e necessitado, e isso mostra claramente que ele não deu o seu melhor. Eu não posso ajudar, mas sinto muito pelo Senhor, por ter que lidar com uma criatura tão patética. Amém.”
Quando lemos esta parábola do nosso Senhor Jesus, parece óbvio que este homem “justo” teve uma atitude errada. Você nunca viu esta mesma disposição em muitos de nós? Muitosde nós gostamos de nos vangloriar de nossos feitos, dizendo: “Eu são tão bom nisso” ou “O que seria da igreja sem mim”…ou, por fim, “Queria que todos fossem exatamente iguais a mim”, consequentemente fazendo as outras pessoas sentirem-se diminuídas e inúteis.
Quanto mais fazemos para Deus, mais o diabo nos ataca. Um de seus métodos favoritos é nos dar um ponto de vista de que somos muito justos, de forma que não vemos a trave em nosso próprio olho, mas apenas o cisco no olho do outro (leia Lucas 6:42).

A verdade é que ninguém é verdadeiramente bom. Ninguém é grande o suficiente para dizer que é melhor que os outros. Todos nós temos nossas deficiências, mas, por meio da fé, fomos escolhidos para servir a Deus da melhor forma que pudermos, com o que tivermos. Quanto menores parecermos diante dos outros, maior somos diante de Deus…quando menos capazes, mais úteis.

“…porque todo o que se exalta será humilhado; mas o que se humilha será exaltado.” (Leia Luke 18.9–14.)

Be Sociable, Share!

Cristiane Cardoso

facebooktwittergoogle plus

Escritora dos livros 'Melhor do que Comprar Sapatos', 'A Mulher V', e 'Casamento Blindado'. Fundadora de 'Godllywood' e 'Projeto Raabe'. Apresentadora do programa 'Escola do Amor' na Rede Record aos sábados 12h.


617 respostas para “Quando a confiança se transforma em orgulho”

  1. Elaine Santos disse:
  2. Gabriela Leão disse:
  3. Perfume Universal disse:
  4. Manuela Salazar disse:
  5. Thaiane Zeni disse:
  6. Juliana Viana disse:
  7. Dayane Tres de Paula - Catedral da Fé Porto Alegre/RS disse:
  8. Aline Karen disse:
  9. Shirle Rodrigues disse:
  10. Jéssica Peres disse:
  11. Katia Mery disse:
  12. Jéssica Bervig disse:

Deixe uma resposta